5 de abr de 2010

CORRER, CORRER CERTO, CORRER BEM.


A corrida definitivamente virou moda no nosso País! Talvez por que nossa vida de tão atribulada já nos faz correr demais, estejamos um tanto viciados em corrida, que resolvemos trazer a modalidade para nossa rotina esportiva. Óbvio que este não mesmo o motivo predominante, mas o fato é que a corrida tem-se tornado um esporte cada vez mais praticado e não faltam justificativas para isso (esporte barato, adaptável a diversos espaços, diversidade geográfica, integração com a natureza, além dos muitos benefícios à saúde para pessoas de todas as idades).

Mas é bom, como em toda modalidade, observar alguns cuidados essenciais. Não é apenas acordar disposto e sair correndo por aí! Além de voltar a bater na tecla de buscar orientação de profissionais qualificados para conduzir seu treinamento, é importante que ANTES de pensar em correr o indivíduo observe sua condição geral de saúde, a fim de evitar desagradáveis surpresas logo nos primeiros treinos (o coração, por exemplo, pode dar um golpe só!).

Vou me ater neste post a dois cuidados básicos e intimamente ligados: A forma de pisar e o tênis ideal para correr.

Apesar de cada pessoa ter um padrão de passada distinto, existem alguns detalhes a serem observados no movimento de corrida, que podem evitar lesões importantes, dores musculares e fadiga excessiva, prejudicando o decorrer do treinamento. A corrida deve ser realizada com movimentos leves e harmônicos, com os movimentos de perna em sincronia alternada com os braços, sem rigidez, respiração ritmada, evitando saltos desnecessários. O movimento é contínuo impulsionando o corpo à frente (e não para cima), a pisada deve distribuir o peso do impacto do pé com o solo do calcanhar para a ponta do pé, sem passadas exageradamente larga, olhar fixo adiante, cotovelos flexionados e movimentando-se de forma a auxiliar na corrida, sem exagero na rigidez ou relaxamento.

A corrida deve ser confortável, e para isso, um bom tênis é parte fundamental. Quero lembrar de que a corrida de que tratamos aqui, é a de rua (Cooper, jogging, e afins), não estamos tratando de corridas de velocidade, de competição!). Para atletas as regras são um tanto quanto diferentes. Voltando ao tênis... qual seria o ideal? Sem dúvida a regra do conforto é primordial e neste quesito, nem sempre os mais caros estão incluídos. A melhor saída é testar. O sapato deve ser no tamanho adequado (nada de números maiores, MUITO MENOS SAPATO APERTADO!!!), deve oferecer um sistema de amortecimento razoável, importante para evitar lesões de impacto, alguns tênis oferecem sistemas ultra-modernos de amortecimento, para diferentes tipos de pisada, etc, etc. É mais conveniente testar, e desconfiar de acessórios pouco eficientes na prática e que apenas encarecem o produto! O pé deve ter seus movimentos livres, não compre sapatos rígidos, pesados ou de calcanhar muito alto. Junto ao sapato, não se esquecer de ter uma meia leve e confortável.

Feito isso! Boa corrida e nada de EXCESSOS!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá... Obrigado por comentar em meu blog... se desejar, deixe seu e-mail para contato! Continue acompanhando o trabalho!